ADVOCACIA: Uma paixão compartilhada por várias gerações de diferentes famílias RedeJurianas.

Os pais, na maioria das vezes, são as primeiras referências que temos na vida. Os exemplos do que queremos ser, quando adultos. Alguns destes exemplos são tão fortes, que determinam, inclusive, a profissão a seguir. Entre os associados RedeJur, são vários os escritórios que trazem em sua composição, a parceria de pais e filhos na advocacia. Todos são unânimes em afirmar:  comprometimento e capacidade profissional são ingredientes fundamentais para que esta união dê certo. E o processo é uma construção, dia a dia, com muito amor e muita troca. Experiência vivida na Lima e Londero Advogados, de Porto Alegre, RS. “Há evidentes vantagens, destacando-se, principalmente, o elemento confiança e a identidade de objetivos e interesses, que aproxima ainda mais pai e filha, fortalecendo a sociedade como um todo, já que lhe empresta a ideia de continuidade”, afirmou o advogado Marco Antônio Lima, sobre a filha, Dra. Marília. Questionado sobre possíveis problemas gerados nesta relação familiar dentro do ambiente de trabalho, Dr. Marco Antônio explica que “eventuais desvantagens que poderiam decorrer da confusão entre vida doméstica e vida profissional não são sentidas, pois sabemos diferenciar a relação de parentesco da relação profissional. Temos lidado muito bem com isso e acreditamos ser esse o grande trunfo para uma ótima convivência, bons resultados profissionais e, principalmente, boas relações com os demais sócios. É bom destacar que a obediência à hierarquia preexistente é um ponto importante a ser considerado, quando da inserção de familiares na sociedade. Nosso escritório não só apoia o modelo, como o incentiva, desde que presentes os elementos da boa convivência e capacidade profissional de novos integrantes familiares. Tanto é verdade, que outro de nossos sócios já conta com o seu filho no grupo de estagiários”.

A Peduti Sociedade de Advogados, escritório especializado em propriedade intelectual, fundado em 1977, em São Paulo, pelo Dr. César Peduti, que desde 2000, conta com a parceria do filho, Dr. César Peduti Filho. “Uma das coisas mais gratificantes é a certeza de ter seu próprio filho como o melhor parceiro profissional que poderia encontrar. É muito bom saber que tudo aquilo que você construiu ficará nas mãos de alguém que você considera o seu maior ´case´ de sucesso”, refletiu o pai.

“Confesso que trabalhar junto com o Maurício só me traz um problema: Eu quero ficar trabalhando fora de hora para pôr em dia algum serviço ou para terminar outros afazeres e ele “não deixa”. A partir das seis horas da tarde começa a sua marcação cerrada exigindo que eu vá para casa, o que nem sempre ele consegue”, explicou com bom humor, Dr. Arnaldo Faria da Silva, um dos fundadores da Faria e Faria Advogados, presente desde 1988 em São Paulo.

A parceria é tão satisfatória que em breve, serão três gerações no escritório. “A sociedade pai e filho tem trazido resultados positivos em todos os sentidos, ou seja, tanto para a produtividade, como também para aprofundar mais os laços de amizade e parentesco que o convívio diário possibilita. Além de o Maurício dar continuidade, temos já a Geórgia que também optou por Direito e que logo deverá estar conosco no escritório, quando passaremos a ter o pai trabalhando com o filho e com a neta”, comemorou Dr. Faria. 

De Natal, RN, vem outro depoimento, de um pai, também muito orgulhoso. “Trabalhar com o filho é tudo de bom. Tem a confiança plena; o orgulho de um trabalho em família bem executado; a união entre o novo e a experiência, o aprendizado cruzado, enfim, é uma parceria super saudável e promissora. Obviamente que há todo um preparo de ambos: o mais novo se capacitando permanentemente e assumindo responsabilidades. Já o mais experiente, tem que confiar no trabalho feito, acompanhar de perto para eventuais correções de rota, isso nos momentos iniciais. Depois, o trabalho é justamente ir paulatinamente transferindo as responsabilidades, deixando que as decisões sejam tomadas pelo filho e apoia-lo, até o dia de passar em definitivo o bastão do comando do escritório”, concluiu o Dr. Rodrigo Falconi Camargos, da Falconi Camargos Advogados e Barbosa Wanderley Consultores, sobre a parceria com o filho, Dr. Rodrigo Camargos.

Além dos escritórios já mencionados, temos outros exemplos de associados RedeJur que têm a união de pais e filhos, são eles:

Jader Marques Advocacia Penal Empresarial de Porto Alegre/RS – o pai, Dr. Braulio Marques trabalha com o filho, Dr. Jader Marques.

Brasil e Izinete Advogados Associados de Campina Grande/PB – o pai, Dr. Severino Brasil trabalha com a filha, Dra. Mychellyne Brasil.

Bezerra, Feitosa e Gondim Advocacia de Fortaleza/CE – a mãe, Dra. Christianna Lúcia Gondim Soares atua com o filho, Dr. Rodrigo Soares.

Rochilmer Rocha Filho Advogados Associados de Porto Velho/RO – o pai, Dr. Rochilmer Rocha Filho faz parceria com o filho, Dr. Aldo Rocha.